.mais sobre mim

Envia-me um e-mail

.pesquisar

 

.posts recentes

. Garrano

. Urso pardo

. Hamster

. O coelho

. Os Golfinhos

. Carta ao Verdinho - Escol...

. PATO-REAL

. A LONTRA

. O GANSO

. Melro-metálico

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

|ESPAÇO CRIANÇA| |DICAS VERDES| |DIAS AMBIENTAIS| |ANIMAIS|

|PLANTAS| |AMBIENTE| |HISTÓRIAS E JOGOS| |SONDAGENS|
Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

B.I. DA LONTRA

Nome comum: Lontra, Lontrinha, Lontra-europeia, Lontra-de-rio, Lontra-da-eurásia, Lontra-euroasiática, Lontra-de-rio-euroasiática.
 
Nome científico:Lutra lutra (Linnaeus, 1758)
 
Nome de família:As lontras pertencem a uma linhagem de pequenos carnívoros conhecidos pelo nome de família Mustelídeos. Pertencem a esta família as espécies de lontras, doninhas, furões, toirões, fuinhas, martas, arminhos e visons, entre outros. Apesar de diferentes entre si, estes animais possuem traços em comum: corpos de forma cilíndrica, esguios, cabeça pequena com um focinho afilado e orelhas pequenas, membros curtos e uma cauda longa.
 
Grau de parentesco:As 13 espécies de lontras são mais chegadas entre si do que com qualquer doninha, furão ou toirão. Por isso, todas as lontras possuem um nome em jeito de apelido, que as distingue dos restantes mustelídeos, pois formam o núcleo familiar Lutrinae (subfamília Lutrinae). Os Lutrinae, todas as lontras, são animais semi-aquáticos, e como tal estão bem adaptados tanto ao meio terrestre como ao meio aquático. Para tal, desenvolveram algumas adaptações que lhes permitem estarem mais confortáveis dentro de água do que a maioria dos mamíferos.
 
Porte e percepção sensorial:Graças a um conjunto de características muito especiais, a lontra apresenta-se surpreendentemente ágil em terra e maravilhosamente confortável na água. Graciosidade poderia ser, sem dúvida, a palavra-chave para definir uma lontra que mergulha, pois revela um tal à vontade debaixo de água que se assemelha a um bailado. Mas que características tão particulares serão essas? Por exemplo, as fossas nasais das lontras são valvulares, ou seja, fecham quando mergulha, o mesmo acontecendo com as orelhas, e os olhos permitem uma visão perfeita debaixo de água. Mesmo com as orelhas tapadas dentro de água, as lontras conseguem ouvir bem, simplesmente não conseguem determinar de onde vêm o som.
O olfacto das lontras é muito apurado, e um auxiliar precioso nas suas actividades de caça, na comunicação e detecção de perigos.
 
 
Ana Caramujo Marcelino Canas
Biólogo Marinha do Fluviário de Mora
 
Fluviário de Mora
Educação – Falas do Rio
Joaninha Duarte
Medrar na Ribeira Raia
 
Adaptado de:
A colecção BILHETES DE IDENTIDADE, de acordo com ideia original de Prof.ª Doutora Ana Paula Guimarães.
 
O conceito dos B.I’s dos Animais foi-me apresentado pela Mestre Joaninha Duarte, a quem agradeço muito, devo a amizade e com quem partilho muitos momentos felizes.
                                                                                          Ana
 
 
 
tags:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 19:58
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Borboleta-limão

Nome comum:

Borboleta-limão
 
Nome científico:
Gonepterix rhamni
 
Morada:
É habitual ao longo de quase todo o ano no percurso de descoberta da natureza do Parque Biológico de Gaia. Contudo, existe em Portugal no Norte e Centro, e depois no Algarve, de forma dispersa.
No Globo, distribui-se pelo Norte de África, Europa, Sibéria, Ásia Menor, ao todo em 39 países.
 
Género:
A fêmea é bege, quase branca. Os machos são mais vistosos, amarelo-limão, daí o nome. Tem uma envergadura de 5 a 6 cm.
 
Filiação e nascimento:
Esta borboleta pertence à família dos Pierídeos.
Todas as borboletas surgem na forma de um ovo que é posto isoladamente pela fêmea em folhas e ramos de Sanguinho-de-água (Frangula alnus), um arbusto nativo do nosso país.
Daí nasce a lagarta verde desta espécie de borboleta. Esta fase de larva é a da alimentação. Quando termina procura um sítio onde se sinta bem, imobiliza-se, e passa à fase seguinte, que é a de crisálida.
Nesse casulo passa geralmente de duas a quatro semanas, eclodindo depois como insecto adulto, a borboleta em si.
Quando fecha as asas simula uma folha verde e chega a imitar as nervuras e forma das folhas, a fim de escapar aos predadores, tais como aves, pequenos répteis e outros insectos.
 
                                   Sanguinho-de-água
Idade:
É a borboleta com maior longevidade na Europa, se considerarmos a fase de adulto deste insecto: cerca de um ano.
Quando chega o início do ano, em Janeiro, hiberna, e volta a voar, dependendo das temperaturas de cada ano, por volta de Março. Voa sobretudo de Maio a Outubro, numa só geração por ano.
 
Curiosidades:
Ameaças: desaparecimento das florestas autóctones prejudica a espécie, pois perdem a planta hospedeira para completarem o seu ciclo de vida.
Como ajudar a conservá-la? Escolhendo para os jardins privados e públicos plantas indígenas, neste caso alguns pés de Sanguinho-de-água.
Há outra espécie parecida, a Gonepterix Cleópatra, de habitats mediterrânicos.
 
Conteúdo Desenvolvido por:
Parque Biológico de Gaia
http://www.parquebiologico.pt
 
Bibliografia:
«As borboletas de Portugal», de Ernestino Maravalhas.
http://www.tagis.org

 

tags:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 12:51
link do post | comentar | favorito

NOVIDADES!

Uma vez por mês o Parque Biológico de Gaia vai escrever no meu blog um artigo sobre a diversidade biológica do parque.

 

Está atento e vem descobrir mais.

 
Obrigado Parque Biológico de Gaia!
 
Verdinho
sinto-me:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 12:16
link do post | comentar | favorito